Conheça o Simpático Bairro das Laranjeiras no Rio de Janeiro

Bairro das Laranjeiras

“O bairro das Laranjeiras satisfeito sorri, quando chego ali…” o lugar da canção escrita por Nando Reis, está localizado na Zona Sul do Rio de Janeiro e é um dos mais antigos da cidade. Abençoado pelo Cristo Redentor, o bairro já foi lar para muitos intelectuais e até mesmo para Princesa Isabel.

Além da excelente localização, Laranjeiras consegue unir o presente e o passado. Apesar do bairro ter um perfil moderno, com muitas opções de transporte e comércio, o lugar conseguiu conservar as melhores características do Rio antigo, como ruas arborizadas, com sombras e um clima mais ameno.

O bairro de classe média-alta é residencial e cheio de histórias para contar. O lugar guarda boa parte da memória do Rio de Janeiro.

História do bairro das Laranjeiras

Esse recanto da Zona Sul da cidade é um lugar muito charmoso e repleto de boas histórias. Sua ocupação foi iniciada ainda no século XVII. O antigo “Vale das Laranjeiras” era ocupado por luxuosas chácaras, ao redor do Rio Carioca. Seu atual nome, Laranjeiras, se deu pela grande quantidade de pés de Laranja na região.

Laranjeiras já foi chamado de “Vale do Carioca” homenagem ao Rio que atravessava todo o bairro e também deu nome aos filhos da cidade.

Pontos importantes localizados no bairro:

  • Palácio Guanabara
  • Palácio Laranjeiras
  • Operações Especiais da Polícia Militar
  • Fluminense Futebol Clube
  • Parque Guinle
  • Instituto Nacional de Surdos
  • Mercado São José

Palácio Guanabara

Localizado na rua Pinheiro Machado, o Palácio Guanabara é a sede administrativa do governo do Rio de Janeiro. Originalmente, construído com características neoclássicas, o lugar é rico em história. O antigo Paço Isabel, foi lar da princesa e de seu marido, o Conde d’Eu.

Construído em 1853, pelo gajo José Machado Coelho, o palácio já foi até mesmo residência particular. Foi em 1965 que a família real comprou e o reformou pela primeira vez, para assim, ganhar características de Paço Imperial.

Após a proclamação da república, o palácio ficou sob comando militar até ser reformado novamente para receber o Rei de Portugal, Dom Carlos I, porém, sua morte precipitada não deixou que seu plano de se mudar para o Rio de Janeiro se concretizasse.

Após várias reformas, a construção ganhou formas mais ecléticas e deixou de ser propriedade da família real. A partir de 1928 o Palácio Guanabara passou a ser residência oficial dos presidentes brasileiros, recebendo nomes como Getúlio Vargas e Gaspar Dutra.

Com a escolha de Brasília para ser a nova capital do Brasil, em 1960, o Palácio passou a ser sede do governo do Estado, como é até hoje.

Palácio Laranjeiras

O lugar de vista incrível guarda muitas histórias. Ao final do século XIX, o terreno pertencia ao português Conde Sebastião Pinho. Porém, entre 1909 e 1914, o palacete de Pinho foi demolido para dar lugar ao edifício atual, que foi concebido de acordo com projeto idealizado pelo arquiteto Armando Carlos da Silva Telles, para ser residência da família Guinle.

Palácio das Laranjeiras

Palácio das Laranjeiras

Alguns anos mais tarde, o palácio tornou-se posse do governo e serviu até mesmo como residência oficial da presidência, já que Juscelino Kubitschek não quis morar no Palácio do Catete após o suicídio de Getúlio Vargas.

Localizado no Parque Guinle, o Palácio Laranjeiras é atualmente a residência oficial do governador do Rio de Janeiro. O lugar é cercado pelo verde da floresta do Morro Nova Cintra. O edifício é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN e pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro – INEPAC.

Operações Especiais da Polícia Militar

Situado na comunidade Tavares Bastos, no Bairro de Laranjeiras, o Batalhão de Operações Policiais Especiais do Rio de Janeiro – BOPE é treinado para atuar em situações extremas. Conhecido em todo Brasil, o grupo é uma força militar do Estado e integra o Comando de Operações Especiais – COE.

Fluminense Futebol Clube

Um dos quatro grandes times do Rio, o Fluminense Football Club também mora em Laranjeiras! Com sede na rua Pinheiro Machado, o clube faz parte da memória do bairro e foi cenário para grandes bailes, festas e eventos culturais conhecidos por toda cidade. De arquitetura europeia, a construção foi idealizada por Hypolito Pujol.

O campo das Laranjeiras também é de grande importância para o futebol nacional. O lugar foi palco para o primeiro jogo da história da seleção brasileira, em 1914. Na ocasião, o Brasil disputou um amistoso contra o time inglês Exeter City, vencendo por 2×0.

Foi em 1919 que o Estádio das Laranjeiras foi erguido, com o propósito de sediar o Campeonato Sul-Americano de Seleções. E, assim, tornou-se o primeiro estádio do país.

Atualmente, chamado de Estádio Manoel Schwartz, ganhou este nome em homenagem ao ex-presidente do Fluminense na década de 1980. No próximo ano, 2019, o primeiro estádio do Brasil completará 100 anos e existe uma ideia de revitalização para comemorar o centenário.

Parque Guinle

O Parque Eduardo Guinle é mais um delicado recanto de Laranjeiras. Com forte relevância histórica e política, o lugar também contempla características arquitetônicas e paisagistas incríveis. Sendo referência em todo o mundo.

Área de preservação ambiental, o Parque Guinle apresenta uma incrível harmonia entre a natureza e as construções. O plano de urbanização idealizado por Lúcio Costa compreende materiais naturais na concepção dos prédios, como pedra, madeira, barro e as cores suaves. Esses alimentos se afinam com a atmosfera do lugar e a tranquilidade verde, criando um clima equilibrado e ameno.

Parque Guinle

Parque Guinle

O jardim, no melhor estilo romântico inglês, foi refeito por Roberto Burle Marx. A área verde do Parque é cercada de vegetação originária da Mata Atlântica. O lugar ainda inclui uma lagoa artificial onde é facilmente encontrado patos e gansos.

A parceria entre Lúcio Costa e Burle Marx faz com que o Parque lembre as superquadras do Plano Piloto de Brasília. A identidade visual é marcada pelo uso de pilotis como estratégia para atender ao terreno irregular.

Com espaço de lazer para as crianças, muitas árvores e áreas para praticar exercícios ao ar livre, o Parque Guinle é aberto ao público. Seu acesso é feito pela rua Gago Coutuinho.

Dentro do parque, o Palácio Laranjeiras, já recebeu presenças ilustres como o ex-presidente francês, Charles de Gaulle, o ex-presidente americano, Harry Truman e até mesmo João Paulo II.

Mercado São José

O Mercadinho São José é mais um ponto histórico do bairro das Laranjeiras. O lugar oferece arte, gastronomia e cultura. Situado na Rua das Laranjeiras, o local com capacidade para até 600 pessoas, abriga 16 boxes que se dividem em bares, restaurantes, lojas, estúdio musical e até atelier!

Outro acontecimento que vale ser lembrado é que o famoso bloco carnavalesco “Imprensa que eu gamo” nasceu bem ali. O local que é tombado, já serviu como senzala e celeiro para escravos de uma fazenda que ficava no atual Parque Guinle.

Instituto Nacional de Educação de Surdos

Referência nacional, o INES é órgão do Ministério da Educação focado na produção, desenvolvimento e divulgação de conhecimentos científicos e tecnológicos na área de surdez.

O órgão fundado em 1857, realiza atendimento e acompanhamento para prevenção à surdez, fonoaudiologia, audiologia, orientação familiar e profissional, ensino de Libras, informática, artes, cidadania, etc. Visite o site do INES e conheça todos os serviços.

Os encantos da General Glicério

A Rua General Glicério é referência. Ao longo da história, foi fundamental para o desenvolvimento do bairro das Laranjeiras. O local abrigou a importante Companhia de Fiações e Tecidos Aliança, a maior fábrica de tecidos do Brasil no fim do século XIX.

Atualmente, no terreno da antiga fábrica, encontra-se o Jardim Laranjeiras, um charmoso conjunto residencial.

A tradicional General Glicério é um cantinho bem especial por sua beleza e calmaria, fugindo do ambiente agitado do bairro. Bem pitoresca, a rua possui lindas construções, grandes canteiros floridos, toda arborizada e sombreada o lugar é o preferido pelos pais para passeios com crianças e bichinhos de estimação.

General Glicério

General Glicério

A General Glicério é a via principal de um complexo que engloba ainda as ruas General Cristóvão Barcelos, Professor Ortiz Monteiro, Belisário Távora e Professor Estelita Lins. Seu principal acesso é facilmente realizado pela Rua das Laranjeiras.

Embora a rua seja menos movimentada, não faltam opções de comércio. Além de padaria, mercearia e bares, também possui barbearia, salões de beleza, clínicas de estética, estúdio de pilates e lavanderia.

Aos sábados, o lugar ainda é cenário para uma feira bastante conhecida pelos cariocas e ótima dica para turistas. Com muitos atrativos, a feira começa bem cedinho e se estende até o início da tarde.

Chorinho na praça General Glicério

Chorinho na praça General Glicério

A feira tradicional com verduras, legumes e frutas acontece ao longo da rua Professor Ortiz Monteiro, também é fácil de encontrar diferentes tipos de queijos, pães e bolos artesanais, biscoitos deliciosos, flores e até mesmo brechó!

Na praça da General, ficam localizados os artesãos. Tem opções de camisas, objetos de decoração e suvenires bem autênticos.

Entre as opções gastronômicas, cada iguaria mais imperdível que a outra. O tradicional pastel com caldo de cana da barraca do bigode é obrigatório. Outras duas ótimas opções são a tapioca e o bolinho de bacalhau! Para quem curte bebida alcoólica, a barraca do Fernando é o lugar ideal para tomar uma boa caipirinha e cerveja gelada!

A atração principal da feira da General, fica por conta do Chorinho do grupo Pixin-Bodega e seus convidados! Por volta de 13h, a praça vira palco para animados encontros e bate-papo ao som de música boa.

Outra atração do bairro são os tradicionais blocos de rua: Gigantes da Lira, Laranjada Samba Clube e GB Bloco, o lugar também é ponto de encontro certo durante o carnaval.

Rua das Laranjeiras e o Comércio

A Rua das Laranjeiras é a principal via e atravessa todo o bairro, ela começa no Largo do Machado e se estende até as imediações do Túnel Rebouças, já com outro nome, Rua do Cosme Velho.

Resultado de imagem para cristo redentor gif

O lugar é rico em comércio e em opções de transporte. Em uma breve caminhada pela rua, é possível encontrar restaurantes, mercados, mercearia, salões de beleza, igrejas, padarias, lanchonetes, academias, petshops, galerias, brechós e diversos pontos de ônibus. E o melhor, com uma visão privilegiada para o Cristo Redentor.

Transporte

Laranjeiras é bem servido de transportes para os mais diversos destinos. Embora o bairro não possua uma estação própria do metrô, a proximidade do Largo do Machado proporciona conforto e fácil acesso as demais zonas da cidade.

Além das muitas linhas de ônibus que traçam o roteiro Largo do Machado – Laranjeiras/Cosme Velho, existe uma, em especial que é um privilégio para os moradores, em particular, para quem reside nas proximidades da General Glicério. O itinerário do SP580 começa no Largo do Macho e corta toda a Rua das Laranjeiras, seu ponto final é na Rua General Glicério. O ônibus é um benefício para quem precisa se deslocar até o metrô ou pegar um segundo transporte.

Curiosidades sobre Laranjeiras

  • Entre as principais ruas do bairro estão: Rua das Laranjeiras, Cardoso Júnior, Rua Alice, Rua Pinheiro Machado, Soares Cabral, General Glicério, Rua Ipiranga e Rua Paissandu.
  • Moradores célebres: Cássia Eller, Cartola, Lima Barreto, Machado de Assis
  • O processo mais antigo do país envolve herdeiros da família real em briga pelo Palácio Guanabara. Iniciado em 1895, é possível que tenha sido ajuizado pela Princesa Isabel. É possível que o processo seja julgado este ano.
  • A Capela Santa Teresinha está localizada dentro do Palácio Guanabara. A construção em estilo neocolonial foi erguida em 1946 a pedido da primeira dama Carmela Dutra, esposa de Gaspar Dutra.
  • Uma curiosidade interessante sobre a sede do Fluminense é o frequentador ilustre Santos Dumont, associado honorário de número 11, o aviador brasileiro gostava de jogar Tênis no local e atuava até como árbitro em jogos do esporte.

Palavra do Morador de Laranjeiras

Vanessa Paiva reside em Laranjeiras há 26 anos e conta: “Laranjeiras é um lugar agradável, que conserva um ar de “cidade pequena” com as facilidades e praticidades da “cidade grande”. A rua das Laranjeiras oferece uma boa malha de transportes públicos, comércio, restaurantes, bares, serviços. Em paralelo, temos ruas residenciais arborizadas, alamedas floridas, recantos de paz, silêncio e sossego. Gosto desta combinação de agito urbano e vida pacata, simultaneamente. É um bairro ótimo pra criar os filhos, pra ter cachorros e pra fazer amigos. As pessoas realmente constroem laços de afeto por aqui”, conclui.

Confira algumas opções de casas e apartamentos em Laranjeiras