Ipanema: os encantos e história do bairro carioca

pôr do sol do Arpoador é um dos mais famosos e bonitos do Brasil

Na zona sul do Rio de Janeiro há um bairro eternizado nas canções de Tom Jobim e Vinícius de Moraes. Era pelas suas esquinas que eles e tantos outros artistas passavam o dia frequentando bares que até hoje funcionam. O clima intelectual, artístico e boêmio tem ainda vista privilegiada para o clima praiano. Esse é um dos tantos encantos de Ipanema, o bairro carioca que nunca perde o seu charme.

O início recente de Ipanema

O lugar era terra dos índios. A história “recente” de Ipanema começou com uma chácara, única construção que se podia avistar pelo local no início somente do século XIX. Localizada próxima à Lagoa Rodrigo de Freitas, era rodeada por água, areia e muito verde. Assim, era frequentada basicamente por índios da aldeia Kariané até o fim do século XVIII.

A chácara que deu início ao que seria um dia o bairro de Ipanema era de propriedade de José Antônio Moreira, o Conde de Ipanema. Ele mesmo, em 1894, fundou a então Villa Ipanema. Assim, o lugar passou a ser loteado e receber mais moradores. Conta a história do lugar que o primeiro proprietário das terras havia sido o francês Charles Le Blond, futuro fundador do Leblon. Ele teria vendido a outro proprietário que repassou ao Conde de Ipanema.

O Conde era visionário. Ciente da necessidade de vender as terras, tratou de torná-las atrativas. Ele criou algumas das praças que até hoje resistem no bairro e construiu ruas e avenidas para facilitar o deslocamento. Uma das principais vias foi a Rua Francisco Otaviano, que fazia a ligação com o bairro de Copacabana.

Com sucesso nas vendas dos lotes, Ipanema começou a mudar a partir da década de 60. Até então ocupada por construções menores como casas, viu a chegada dos prédios acontecerem com a especulação imobiliária… construtoras e imobiliárias no Rio de Janeiro começaram a ficar comum nessa época. Foi esse o início para que o bairro se tornasse um dos mais caros para se viver no Rio de Janeiro até hoje.

Vinícius de Moraes, inclusive, não escondeu a insatisfação com a mudança do bairro e o novo glamour que chegou. Na canção “Carta ao Tom 74”, ele deixou claro o descontentamento com a nova rotina de Ipanema, agora cheia de prédios e trânsito.

Origem do nome

Ipanema é uma palavra tupi. Possui três interpretações possíveis: “água ruim, rio sem peixes”, “lagoa fedorenta” e “rio amarelo”. O nome foi escolhido para homenagear a cidade de Iperó, na região paulista de Sorocaba, onde a família do Conde de Ipanema possuía alguns negócios.

Localização

Ipanema tem uma das localizações mais privilegiadas da cidade do Rio de Janeiro. A vista na região é dividida entre a Praia de Ipanema e a Lagoa Rodrigo de Freitas, dois dos cartões-postais da cidade. O bairro fica ao lado do Leblon, Copacabana e Arpoador.

Dessa forma, torna-se fácil ir de Ipanema para a maioria dos bairros da cidade. O bairro tem uma estação de metrô na Praça General Osório onde opera a Linha 1. Ela faz ligação com a região da Tijuca. Já na Praça Nossa Senhora da Paz há o metrô da 4. As grandes avenidas e a circulação de ônibus pelo bairro também facilitam o deslocamento para qualquer ponto do Rio de Janeiro a partir de Ipanema.

Praia de Ipanema e Arpoador

São 2,6 km de praia e uma beleza natural que encanta. Famosa pelo Posto 9, a Praia de Ipanema ficou eternizada na canção “Garota de Ipanema”, composta por Vinícius de Moraes e musicada por Tom Jobim; música essa que até Frank Sinatra já fez questão de cantar.

Marcada pelas correntezas fortes do mar, A Praia de Ipanema conta em uma de suas pontas com um dos mais belos cartões postais do país: o Arpoador. Famoso pelo espetáculo do seu pôr do sol, o Arpoador é considerado uma pequena praia do bairro de Ipanema pela sua formação rochosa, que favorece a prática do surf.

O lugar ficou famoso pela propaganda que exaltou o aplaudir do pôr do sol, uma prática que iniciou por volta dos fins do anos 60. Na época, o jornalista Carlos Leonam acabou criando o gesto ao se deparar com a beleza da paisagem à sua frente e contagiou a todos que estavam no local inclusive Jô Soares e João Saldanha. De fato, o pôr do sol do Arpoador é um dos mais famosos e bonitos do Brasil.

pôr do sol do Arpoador é um dos mais famosos e bonitos do Brasil

pôr do sol do Arpoador é um dos mais famosos e bonitos do Brasil

A Praia de Ipanema também é famosa pelos postos à beira-mar. O Posto 9 e o Posto 10 são alguns dos mais frequentados nas areias da praia, inclusive por famosos. Lá é possível aproveitar para praticar esportes como frescobol e vôlei, ou ainda sentar em um dos quiosques que oferecem bebidas de todos os tipos.

Posto 9 e o Posto 10 são alguns dos mais frequentados nas areias da praia

Posto 9 e o Posto 10 são alguns dos mais frequentados nas areias da praia

Pontos turísticos

Se você vai visitar Ipanema, pode estar certo de uma coisa: não existe tédio no bairro. As ruas em volta são cheias de energia dia e noite. Com dezenas de pontos turísticos, o bairro é parada obrigatória para quem visita o Rio de Janeiro e merece pelo menos um dia inteiro de visita.

O calçadão de Ipanema é uma atração por si só. Além de você não gastar nada para andar de um lado ao outro, o clima à beira mar é sempre agradável. Pelo caminho você se depara tanto com artistas quanto com turistas de todos os lugares do mundo. O seu calçadão mostra a diversidade e a cultura que são características desse bairro carioca. É nele que está a vida e a alma de Ipanema.

A Pedra do Arpoador é um dos espetáculos que você não pode deixar de visitar no bairro. Como você viu acima, a Praia do Arpoador é um cartão postal do Rio de Janeiro. A vista da pedra é uma experiência para avistar tanto os bairros de Ipanema e do Leblon quanto a própria natureza proporcionada no local. A pedra tem vista privilegiada para o Morro dois Irmãos, uma formação rochosa localizada no bairro do Vidigal com mais de 500 metros de altura. O Morro chega a ser mais alto do que o Pão de Açúcar, perdendo apenas para o Corcovado.

A Igreja Nossa Senhora da Paz é outro ponto que merece uma visita no bairro. Reformada há pouco tempo, a sua construção data de 1918, em plena época de crescimento de Ipanema. Foi construída junto ao Colégio dos Franciscanos e sua primeira missa somente foi realizada em 12 de maio de 1921. Na época, a imagem de Nossa Senhora da Paz havia sido transportada da França para o Rio de Janeiro. A imagem percorreu um trajeto passando por Copacabana até Ipanema, acompanhada de milhares de fiéis.

Se você estiver passando pelo bairro em um domingo, vá à Praça General Osório e confira a Feira Hippie, uma das mais tradicionais da cidade. Há 40 anos a feira recebe todo tipo de artista e reúne centenas de pessoas. Criada nos anos 70, ficou famosa justamente por receber artistas de toda a parte, onde aproveitavam a praça para apresentarem e venderem os seus trabalhos no que chamavam de “movimento da contracultura”. Lá você pode encontrar arte de todo o tipo e preços acessíveis. É o lugar perfeito para levar lembranças de Ipanema para casa.

Outro ponto que nenhum turista pode deixar de ir em Ipanema é o Mirante da Paz. Localizado no Complexo Rubem, é formado por uma estrutura de duas torres onde é possível ter uma vista 360 graus do bairro. O lugar não é tão badalado por turistas, mas é uma experiência inesquecível em Ipanema. O mirante e o elevador panorâmico são acessados na estação de metrô General Osório, localizada na rua Barão da Torre. Os elevadores ligam as comunidades do Cantagalo e Pavão-Pavãozinho e foram criados justamente para levar acessibilidade a esses locais. Quando a vista panorâmica começou a ser descoberta por outras pessoas, o lugar se transformou em ponto turístico. A vista no mirante permite enxergar tanto a comunidade do Cantagalo quanto a Lagoa Rodrigo de Freitas, entre outros lugares do bairro.

O Forte de Copacabana, apesar de estar no bairro vizinho, em Copacabana, também tem fácil acesso por Ipanema e merece uma visita. A construção é do século XX e serviu como uma fortaleza militar por décadas. Entre os seus presos famosos está o ex-presidente Washington Luís, que ficou detido no local em 1930. O forte proporciona uma bela vista tanto de Ipanema quanto de Copacabana e é quase um limite entre os dois bairros. Lá você se encontra a famosa Confeitaria Colombo, entre outras lojas e opções de restaurantes.

Forte de Copacabana

Forte de Copacabana

 

Lagoa Rodrigo de Freitas

É em Ipanema que está localizado um dos lugares mais famosos e atrativos do Rio de Janeiro. A Lagoa Rodrigo de Freitas é cenário de novelas, filmes, ensaios fotográficos e, principalmente, um verdadeiro patrimônio dos moradores da cidade.

A sua história começou ainda na época dos índios, os primeiros povos a habitarem a lagoa através da tribo Tamoios. Contudo, colonizadores portugueses expulsaram os nativos de forma cruel, espalhando entre eles algumas peças de roupas que haviam sido utilizados por enfermos de varíola. Assim, puderam exterminar a população indígena e iniciar a construção de engenhos de açúcar às margens da lagoa.

O engenho levou o nome de Engenho d’El-Rey e hoje em dia abriga o Centro de Recepção aos Visitantes do Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Adquiridas posteriormente por outro proprietário, as terras acabaram chegando a Sebastião Fagundes, dando nome ao local de “Lagoa dos Fagundes” em 1610. O nome atual da lagoa só veio a surgir quase 100 anos depois, quando a bisneta de Sebastião, Petronilha Fagundes, casou com Rodrigo de Freitas de Carvalho, um oficial da cavalaria portuguesa.

Depois da morte do cavaleiro, em 1748, as terras que circundam a lagoa passaram por outros proprietários ao longo dos anos. Finalmente, após a chegada da família real, em 1808, a lagoa passou a ganhar destaque. O então Príncipe-Regente, D. João VI, mandou desapropriar o engenho e fez uma das grandes obras do Rio de Janeiro: o Jardim Botânico. À época, o local era o “Real Horto Botânico”, mas foi o início de uma nova vida às margens da lagoa.

Embora toda a sua beleza, a lagoa sofre com o problema da poluição em suas águas. Mesmo assim, a lagoa já recebeu diversas atividades esportivas nos últimos anos graças à sua área aterrada. Os 2,4 milhões de metros² de superfície e aproximadamente 2,8 metros de profundidade das águas privilegiam a lagoa para a prática de esportes aquáticos e outras atividades, desde o ciclismo e a corrida em sua volta até o remo.

Ao seu redor estão localizados diversos clubes náuticos da cidade: Clube de Regatas Flamengo, Jóquei Clube Brasileiro, Clube dos Caiçaras, Club de Regatas Vasco da Gama e Botafogo de Futebol e Regatas. Durante os Jogos Olímpicos e Jogos Paralímpicos de 2016, realizados no Rio de Janeiro, a lagoa recebeu competições de canoagem e remo.

Rua Farme de Amoedo

Em 2016 o Rio de Janeiro foi escolhido como o Melhor Destino de Praia LGBT na América Latina. O prêmio foi concedido pela Câmara do Comércio Gay-Lésbica da Argentina. O Rio competiu com cidades como Cancún e Puerto Ballartae. E em Ipanema, o público LGBT tem um reduto especial. O bairro, característico pela sua diversidade, tornou famosa e rua Farme de Amoedo por ser o ponto gay no Rio de Janeiro, chegando a ser referência mundial de turismo para o público alternativo.

Entre os locais de principal destaque da rua, estão as festas e os bares voltados diretamente para o público LGBT. O Cine Ideal é uma festa instalada em um antigo cinema, oferecendo um ambiente diferenciado para os visitantes. A La Cuerva é especializada no público LGBT mais maduro. Já a Boite 1140, é um local incrível para os fãs de shows de drag queens.

Para quem deseja um local para iniciar e estender a noite, o Star’s Club é um bar e restaurante, que ao longo dos seus três andares também apresenta karaokê e dark room. Ainda, para um público diferenciado, o Galeria Café é um bar que apresenta teatro e a realização de exposições.

Todos os pontos da rua, desde os bares até as lojas de vestuário, são consideradas gay-friendly. Pelas redondezas é possível avistar bandeiras da comunidade gay como um atrativo para os turistas. Hoje símbolo de diversidade, o local foi muito importante para a libertação de um público que passou anos se sentindo oprimido em locais em que abertamente não eram aceitos pela sociedade.

Carnaval em Ipanema

O Rio de Janeiro é a capital mundial do carnaval. Todos os anos os blocos invadem as ruas e durante semanas o clima de festa toma conta da cidade. São moradores e turistas que chegam de todos os lugares do mundo para conhecer o típico carnaval carioca. Em Ipanema o clima não é diferente: o bairro é um dos mais tradicionais na cidade quando o assunto é carnaval.

Entre os blocos mais tradicionais do bairro, está o Banda de Ipanema, histórico para quem é da cidade. Criado em 1964, o bloco foi às ruas pela primeira vez no ano de 1965. O bloco surgiu entre os intelectuais, quase como uma forma de protesto. Sonhada pela primeira vez em 1959 pelo ativista cultural Albino Pinheiro, a banda originou-se da Ferdy Carneiro, uma movimentação cultural criada por Albino junto com Jaguar, Ziraldo e outros integrantes do histórico O Pasquim, que fazia forte oposição à ditadura.

Banda de Ipanema

Banda de Ipanema

A banda era curiosa: os integrantes usavam ternos e tocavam instrumentos estragados, enquanto a música verdadeira era entoada por uma banda contratada. A tradição até hoje acontece nos sábados de carnaval. Chico Buarque e Leila Diniz foram alguns dos primeiros porta-bandeiras do bloco.

A Banda de Ipanema teve importância social durante a ditadura. O grupo realizava sátiras dos grupos militares e usou do humor para driblar a censura. Ainda hoje, o bloco é um dos preferidos dos foliões do carnaval carioca. Uma das suas características é a diversidade: dos oito aos oitenta, dos pobres aos ricos, dos heteros aos gays, todos são bem-vindos. A concentração acontece sempre na Praça General Osório e segue em direção ao bairro do Leblon.

Outro bloco que faz parte da história do bairro é o Simpatia É Quase Amor. Fundado em 1985, ele surgiu em meio a campanha pelas Diretas Já. O período também foi importante dentro do cenário de retomada dos blocos de rua no Rio de Janeiro. O Simpatia É Quase Amor foi resultado da união de jovens que lutavam pela redemocratização do Brasil.

O nome do bloco foi inspirado no personagem Esmeraldo Simpatia É Quase Amor, do livro “Rua dos Artistas e Arredores, do escritor Aldir Blanc. Com sua simpatia, o personagem representa perfeitamente os participantes do bloco e moradores do bairro.

Em 1985, em sua primeira edição, o bloco contou com a participação de cerca de 300 pessoas. Trinta anos depois, em 2015, o Simpatia É Quase Amor reuniu cerca de 170 mil participantes. O crescimento e o sucesso do bloco o transformaram em um dos maiores blocos de rua do Rio de Janeiro.

Favelas ao redor de Ipanema

O conjunto de favelas Cantagalo-Pavão-Pavãozinho se localiza entre Ipanema e o bairro de Copacabana. Essa localização é considerada uma das principais representações do contraste socioeconômico do Rio de Janeiro. Mesmo presente em uma das zonas mais nobres da cidade maravilhosa, os 5 mil habitantes do conjunto de favelas possuem graves problemas sociais.

Entretanto, localizadas em um morro a beira do mar, as favelas possuem uma das vistas mais privilegiadas do Rio. Isso faz com que elas sejam muito frequentadas por turistas – nem sempre nas condições mais adequadas. Esse cenário tem atraído muitos projetos sociais para o conjunto nos últimos anos, buscando afastar crianças e jovens das drogas, diminuir a violência e melhorar a realidade dos moradores do local.

Gastronomia

O cenário da gastronomia em Ipanema é muito amplo. Como um dos principais bairros do Rio de Janeiro, o local apresenta inúmeros restaurantes, bares e cafés. É possível saborear desde as comidas mais tradicionais do Rio e da culinária brasileira, até pratos exóticos e culinárias internacionais. Por ser um bairro turístico, muitos restaurantes podem apresentar cardápios com valores mais elevados. Entretanto, é possível andar pelas ruas de Ipanema e encontrar locais aconchegantes e com preços acessíveis.

Comida típica

O restaurante Delírio Tropical está entre os melhores da cidade do Rio de Janeiro. Com o foco em pratos brasileiros e um toque da cozinha Sul Americana, o local apresenta preços para todos os bolsos. Com uma imensa variedade de pratos, é um dos melhores lugares para provar o tempero típico do Brasil. Ainda, o restaurante apresenta opções vegetarianas e veganas.

Especializado principalmente nos grelhados, o Via Sete também é uma boa escolha para quem busca a cozinha brasileira. Decoração intimista, preços variados e atendimento de qualidade fazem com que o local seja um dos destaques de Ipanema. As opções vegetarianas e veganas apresentam a mesma beleza e sabor dos pratos tradicionais.

Gastronomia internacional

O Gurumê é considerado um dos melhores restaurantes de comida japonesa do Rio de Janeiro. Localizado em Ipanema, ele apresenta pratos típicos da culinária asiática com preços variados. A apresentação dos pratos e o ambiente também merecem destaque. O cliente pode escolher entre porções ou pratos completos. É uma ótima escolha para os amantes da culinária do Japão.

Para degustar pratos da gastronomia internacional em um ambiente mais descontraído, é imprescindível falar do Venga! O local é um bar de tapas espanholas e é perfeito para um happy hour. Ainda, é possível aproveitar outro destaque da cultura espanhola: a sangria. Apesar da origem da Sangria não ser confirmada, ela se popularizou em solo espanhol e virou a principal bebida do país. O drink é feito com vinho, suco e pedaços de frutas. É particularmente uma ótima opção para o clima tropical do Rio de Janeiro.

Botecos

Com opções de petiscos e chopp gelado, o Belmonte Ipanema é uma boa opção para quem visita Ipanema. O local é especialmente interessante para os apreciadores do ambiente descontraído dos botecos cariocas. Por um preço mais acessível, é possível comer empadas, bolinhos, coxinhas e outros aperitivos tipicamente cariocas. A simplicidade do local o fez popular entre a população e os turistas.

O Riba é uma proposta diferente dos tradicionais botecos cariocas. Ele surgiu com a ideia de ser um boteco com preocupação especial com a qualidade da comida e bebida. Portante, se o desejo é a escolha de um ambiente típico e descontraído, mas com a certeza de pratos saborosos, é uma ótima opção. Ainda, o local apresenta valores acessíveis e atendimento com o tradicional carisma carioca.

Cafés

Durante a caminhada de uma viagem, um dos maiores prazeres é realizar uma parada para um lanche em um café local. Para isso, o Cafeína é uma opção saborosa e tradicional em Ipanema. Lá, além do essencial café, são oferecidos doces, bolos, sanduíches e diversos outros petiscos. Com preços variados, o local ainda apresenta opções mais saudáveis e pratos adequados para vegetarianos e veganos.

Ainda, o Felice café é uma das melhores opções para um lanche em Ipanema. Com um ambiente aconchegante e proximidade com a praia, ele é uma mistura de café, restaurante e sorveteria. O local é tipicamente italiano, mas a diversidade do cardápio é grande. No ambiente, outro destaque é a produção dos tradicionais gelatos italianos.

Bares

O NOSSO é um dos principais locais de Ipanema para quem busca drinks. O local é especializado em bebidas alcóolicas e costuma ser destino de muitos para a happy hour. A proposta do NOSSO é diferenciada, com um cardápio com bebidas batizadas como personagens de uma festa fictícia, o que traz um tom divertido para o local. Nesse clima descontraído, é possível provar drinks únicos em um ambiente diferenciado

Para quem busca um lugar mais agitado, o Barzin é uma ótima pedida. O local é muito frequentado por jovens e apresenta preços bem variados. Ainda, para os amantes da música e da dança, o último andar do bar possui um ambiente de boate. A mistura de petiscos, drinks e boate transforma o Barzin em uma boa opção para reunir os amigos e estender a noite.

Hospedagem em Ipanema

Ipanema apresenta opções de hospedagem para todos os bolsos e necessidades. Pontos como localização, valor e número de estrelas são importantes para a decisão do melhor lugar para ficar no bairro carioca. Ainda, é possível escolher entre a agitação de uma das praias mais visitadas do país ou a tranquilidade de hotéis e pousadas mais reservados.

Entre as opções mais econômicas, o Margarida’s Pousada é um dos destaques. Com instalações simples, boa localização e atendimento de qualidade, é uma das escolhas principais dos turistas que buscam um preço mais acessível. O local possui Wi-Fi gratuito, café da manhã e ar condicionado. Mesmo com a simplicidade, a pousada apresenta um atendimento com o melhor da simpatia carioca.

Para uma opção mais intermediária dentro da média de valores dos hotéis cariocas, o Ipanema Inn é uma ótima opção. O hotel de 3 estrelas é uma das principais escolhas dos turistas que visitam o bairro de Ipanema. Ótima localização, quartos confortáveis e bom atendimento fazem com que o local esteja constantemente com a lotação elevada. Além de Wi-Fi gratuita, café da manhã e ar condicionado, o Ipanema Inn fica em frente à praia de Ipanema. Dessa forma, a proximidade com a água e a beleza da vista é garantida para os visitantes.

Outra opção acessível para quem deseja um hotel de qualidade com valor intermediário é o Best Western Premier Arpoador Fashion Hotel. O local é especialmente interessante para os interessados em moda. O empreendimento foi criado pela estilista Gloria Coelho, famosa nacionalmente pela elegância e bom gosto. Localizado no Arpoador, ele apresenta uma decoração diferenciada e minimalista. Com 4 estrelas, o Best Western Arpoador é uma boa opção para quem deseja ficar perto da praia, mas ainda em um ambiente mais sossegado.

Enfim, visando quem busca um local mais requintado para sua estadia no Rio de Janeiro, é impossível não citar o Hotel Fasano. O tradicional hotel de 5 estrelas é um dos melhores do Rio de Janeiro. Além da localização privilegiada e da qualidade das instalações, o Fasano se destaca pelo atendimento. Apesar do valor elevado, o hotel é uma ótima pedida para quem deseja uma estadia tradicional e impecável na cidade maravilhosa.

Curiosidades

A praia de Ipanema é frequentada por milhões de turistas anualmente. Entretanto, a cultura de passar dias ensolarados no local vai muito além do turismo. Milhares de pessoas moram no bairro e aproveitam o clima tropical ao longo do ano inteiro.

Essa movimentação dos moradores foi moldando a forma em que a praia é organizada atualmente.

É claro que o local é público e todos são livres para frequentar todos os cantos de Ipanema. Entretanto, as aglomerações de alguns grupos podem ser divertidas para a reunião de pessoas com os mesmos interesses. Durante uma visita pelo bairro, é interessante observar a dinâmica de cada um dos três postos que marcam a orla de Ipanema.

No Posto 8 é onde ficam localizados os interessados na paquera. Composto por uma turma mais jovem e “descolada”, o local é muito movimentado, com um clima constante de festa. Entretanto, não existe exclusão por gênero, idade ou classe social, todos são bem vindos e podem se divertir com a simpatia e alegria dos cariocas que costumam frequentar o Posto.

Já no Posto 9, é possível encontrar um dos pontos LGBT mais famosos da cidade. O local é um exemplo de diversidade e aceitação. Com pessoas de mente aberta, alegres e receptivas, é muito frequentado por quem deseja fazer amizades e paquerar. O Posto 9 parte da rua Rua Farme de Amoedo e é um ótimo destino para quem busca uma experiência mais alternativa.

Ainda, no Posto 10, fica o ponto mais tranquilo da praia de Ipanema. Ele é o local escolhido pela maioria dos moradores mais antigos. Fugindo do clima de festa e animação, é também uma ótima opção para os turistas que estão em busca de tranquilidade. Ainda, o local costuma ficar com um clima boêmio ao final do dia, com o pôr do sol embalado pelo som de violões.

Para os fãs de música, literatura e da cultura brasileira, esse local é uma ótima opção. Com uma mistura de café, livraria e loja de música, a Toca de Vinícius (de Moraes) exala a essência do compositor. Justamente no bairro em que “Garota de Ipanema” nasceu, a homenagem ao músico transporta os visitantes aos anos 60. Os donos do local fazem um excelente trabalho de conservação de partituras, fotos e outros ítens originais. É uma ótima escolha para um café ao final da tarde.

Ipanema foi cenário de inúmeros momentos importantes para a história e a cultura brasileiras. Entre eles, é impossível não lembrar da manchete “Leila Diniz grávida de Biquíni”. Em 1971, em um tempo em que mulheres “de família” deveriam manter o corpo coberto em frente a uma sociedade extremamente machista, Leila Diniz foi exceção. A jovem virou símbolo da liberação feminina ao escandalizar o Brasil – posando de biquíni aos 8 meses de gravidez.

Ainda, a atriz não era casada e não seguia grande parte dos padrões impostos para as mulheres da época. Sem imaginar, Leila foi muito a frente do seu tempo. Hoje, as praias de Ipanema estão lotadas de mulheres empoderadas, livres para vestir o que as deixam confortáveis sem medo de repressão.

Feiras de rua

Casa de diversos artistas, escritores e músicos ao longo do século XX, Ipanema sempre realizou muitos eventos culturais. Entre eles, as feiras de rua são uma das principais formas de apresentar a cultura e gastronomia locais para os visitantes. Muitas dessas feiras ocorrem nas Praças construídas lá no século XIX pelo próprio Conde de Ipanema.

 

Entre as festas de rua mais famosas, se destaca a Feira Hippie, como você já viu acima. Você não pode passar por Ipanema e deixar de visitar essa feira com mais de 40 anos de história que foi o berço de inúmeros artistas.

Berço do surf

O Arpoador é conhecido por sua belíssima vista do pôr do sol carioca. Diariamente, centenas de turistas e moradores sentam nas pedras do local e literalmente aplaudem a beleza da natureza ali presente. Entretanto, o que muitos não sabem, é que o Arpoador foi o berço do Surf no Brasil. Lá também ocorreu o primeiro campeonato do esporte e surgiu a primeira associação exclusivamente de surfistas em território brasileiro. Ainda hoje, inúmeras competições são realizadas no local.

Yoga na praia

Poucos têm conhecimento, mas em duas ocasiões mensais, há tranquilidade em frente ao Posto 8, um dos locais mais badalados do Rio de Janeiro. De 15 em 15 dias, o projeto Yoga Gratuita é realizado no local. O estilo praticado é o Hatha Yoga, parte da Yoga que busca o equilíbrio e a conexão entre a mente e corpo. As aulas são ministradas por profissionais e não precisam de inscrição prévia. Os exercícios começam às 9h e duram cerca de uma hora. É uma ótima oportunidade para aproveitar o domingo ao ar livre e com uma belíssima vista e ainda exercitar o corpo.

Biscoito Globo

Na maioria das praias do país, é comum encontrar vendedores ambulantes vendendo sorvete, bebidas geladas, lanches ou até mesmo drinks. Entretanto, no Rio de Janeiro, o mais tradicional dos lanches de praia não se encaixa em nenhuma dessas categorias: o biscoito Globo.

Acompanhado constantemente por um mate gelado, o biscoito faz parte da cultura carioca há décadas e é um dos petiscos favoritos dos moradores da cidade maravilhosa. É possível provar a combinação inédita através das dezenas de vendedores ambulantes da praia de Ipanema.

Comércio de luxo

Além do lado mais praieiro e boêmio, Ipanema tem também locais para turistas com outros interesses. Um ponto de destaque do bairro são as opções de lojas para quem tem um gosto mais requintado. As ruas Garcia D’ávila e Nascimento Silva reúnem algumas das principais marcas nacionais e internacionais. É uma ótima opção para quem deseja fazer compras nesses lugares, mas prefere um ambiente mais calmo do que o dos gigantes shopping centers. Além do comércio de luxo, o local também apresenta restaurantes renomados e bares sofisticados.

Transporte

O acesso ao bairro de Ipanema é muito fácil e variado. Localizado em uma das melhores zonas do Rio de Janeiro, ele fica a pouco mais de 10 km do Aeroporto Santos Dumont e da Rodoviária Municipal. Através do transporte público, é possível aceder ao bairro por meio de ônibus e metrô. O ônibus Frescão, apelidado assim devido a presença de ar condicionado, é uma opção especialmente agradável durante o abafado verão carioca.

Ainda, apresentando mais conforto, a circulação de táxis e carros de aplicativos de transporte é contínua. Entretanto, para quem está em bairros próximos e possui tempo sobrando, uma caminhada até o bairro de Ipanema pela beira das praias que o cercam proporciona uma belíssima vista.

Garota de Ipanema

Não é possível falar do bairro de Ipanema e não lembrar da lendária “Garota de Ipanema”. A canção, composta por Vinícius de Moraes e Tom Jobim, consolidou-se como um dos maiores clássicos da música brasileira. Com mais de 50 anos, ela continua sendo a composição que representa o Rio de Janeiro, a beleza natural do país e a distinção da mulher brasileira.

Em 1962, Antônio Carlos Jobim e Vinícius de Moraes se juntaram com a missão de compor uma música para peça teatral Dirigível – que nunca chegou a estrear. O título original da canção era “Menina que Passa”. A temática da música surgiu quando os artistas acompanhavam a caminhada diária da jovem Helô Pinheiro em direção à praia de Ipanema. Sentados em um Café em frente ao local, ambos perceberam o quanto a jovem naturalmente representava a essência da mulher brasileira.

Entretanto, mesmo com Jobim compondo a melodia e Moraes criando a letra, a primeira versão da música não chegou ao resultado desejado por ambos artistas. Segundo eles, a música era melancólica demais. Foi só quando Moraes decidiu reescrever a música sob uma perspectiva diferente, que surgiu a encantadora “Garota de Ipanema”.

Uma das principais músicas da MPB, a canção já foi regravada mais de 200 vezes em dezenas de países e línguas. Desta forma, o trecho “Moça do corpo dourado/Do sol de Ipanema/O seu balançado é mais que um poema/É a coisa mais linda que eu já vi passar” carrega até hoje o nome do bairro Ipanema ao redor do mundo