Leblon – O Bairro no Rio de Janeiro com Praia, Estrutura e Sossego!

O Leblon é um bairro muito conhecido e charmoso do Rio de Janeiro, retratado diversas vezes nas novelas de Manoel Carlos. Uma das últimas áreas da Zona Sul a partir do Centro da cidade, o Leblon é coirmão de Ipanema, mas é tido como uma vizinhança mais sossegada desde o início de sua história.

Enquanto Ipanema ganhou fama e status por conta de sua efervescência cultural e pluralidade, o Leblon, apesar de também ser um bairro considerado de elite, fica atrás em popularidade.

Isso torna o Leblon ideal para quem quer viver em um local de praia, desenvolvido econômica e estruturalmente, mas pacato.

Por conta desse sossego, é possível perceber a presença de artistas pelos bares e restaurantes do bairro, que tem locais renomados da gastronomia local e internacional, mas sem todo o movimento de bairros como Ipanema e Copacabana.

Leblon

Muitos artistas e celebridades brasileiras, inclusive, moram ou possuem casa no Leblon, como Caetano Veloso, Chico Buarque e Ana Maria Braga.

Se, como muitas celebridades brasileiras, você também gostaria de morar no Leblon, acompanhe nosso artigo e conheça um pouco mais sobre o bairro considerado por muitos o melhor local para se morar no Rio, em termos de estrutura, lazer e tranquilidade.

A origem: de praia brava a Leblon

Inicialmente chamado de “praia brava” ou “costa brava” pelos portugueses, o nome atual do Leblon veio da figura de Carlos Leblon, empresário francês que adquiriu os direitos de grande parte das terras da Zona Sul, ainda no século XIX.

A partir daí, as terras passaram a ser chamadas de Campo do Leblon e se tornaram estratégicas no ramo baleeiro e importantes para seu proprietário, que era um grande comerciante de óleo de baleia.

Leblon

Quando o negócio faliu, Carlos Leblon vendeu as terras para o português Francisco Fialho, que as repassou as para outros empresários. Um deles, José de Seixas Magalhães, simpatizante da abolição da escravatura. Nesse período, Seixas Magalhães abrigou milhares de escravos fugidos em suas terras.

No início do século XX, a Companhia Construtora Ipanema comprou as terras e passou a criar lotes residenciais e vendê-los já com o nome “Leblon”.

Desse momento em diante, o bairro começou a se desenvolver e se tornar o que é hoje: casas, avenidas, ruas, praças e comércio se estabeleceram. Nos anos 50 e 60, com a especulação imobiliária, os casarões do bairro passaram a dar lugar a prédios de luxo.

Leblon

A urbanização do bairro se intensificou na segunda metade do século XX, após o incêndio da chamada Favela do Pinto e a remoção dos moradores para áreas como Cidade de Deus, Cordovil e Cruzada São Sebastião.

Lotes residenciais que já estavam em pleno desenvolvimento, assim como ruas, praças e avenidas, ganharam maiores dimensões. Agora, com altos e luxuosos prédios, restaurantes, bares e shoppings, o Leblon começou a adquirir a identidade que possui hoje.

Lazer e diversão no Leblon

Uma das áreas turísticas mais conhecidas do Rio de Janeiro, o Leblon é uma fonte de lazer abundante para seus frequentadores e moradores.

Leblon

Além da famosa praia, que dispensa comentários, o Leblon abriga shoppings de última geração, uma rede gastronômica de dar inveja, delicatessens, além de diversos bares e pubs para quem gosta de se divertir à noite.

Gastronomia

  • Manhã

Os moradores do Leblon garantem que o melhor pão do Rio de Janeiro está na Avenida Ataulfo de Paiva. Criada por uma família portuguesa, a Padaria Talho Capixaba se especializou em pães artesanais, salgados, frios, doces e sanduíches e, desde então, vem fazendo sucesso no bairro.

Leblon

Apesar do preço elevado, a Talho Capixaba presenteia o cliente com quitutes que não são comercializados em outros cantos do bairro e até da cidade, como o pão preto com passas e nozes, o croissant de amêndoas e o vol-au-vent de brie com damasco ― doce francês com queijo.

  • Tarde

Para almoçar ou lanchar, são diversas as opções de restaurantes por todo o bairro. Embora o Leblon seja um bairro de valores elevados, é possível achar restaurantes a preços acessíveis.

Entre os de menor preço e que esbanjam qualidade, está o Bibi. Conhecido por seus lanches caprichados e deliciosos, o Bibi oferece crepes e saladas maravilhosos para o pós-praia, além de sucos naturais, que são a sua especialidade.

Leblon

Também é possível almoçar por um preço razoável no Filé do Lira ou na Casa do Alemão. O Filé do Lira é um restaurante próximo ao mar e, como o nome sugere, especializado em carnes. O medalhão do Lira é o carro-chefe da casa. Já a Casa do Alemão é famosa pelos croquetes, pão com linguiça e kassler com salada de batata. É um dos pontos mais frequentados do Leblon.

Caso o bolso do cliente aprove, o Antiquarius ou o Zuka são ótimas opções para almoçar com estilo. O Antiquarius é frequentado por artistas e oferece ótima comida. Já o Zuka é bastante conhecido no Leblon, por ser referência em frutos do mar.

  • Noite

Para jantar ou tomar alguns drinques durante a noite, também dá para escolher entre lugares mais baratos e mais caros.

A Pizzaria Guanabara é um exemplo de comida gostosa, drinques saborosos e preço acessível. É uma das pizzarias mais famosas da cidade e um ótimo local para tomar um chopp, pré ou pós-night.

Gastando um pouco mais, o Brigitte e o La Mole são ótimas opções. Novo no Leblon, o Brigitte vem sendo um sucesso entre os moradores do bairro, e o tradicional La Mole oferece ótimas opções de massas e drinques para quem quer ter uma ótima experiência noturna.

Leblon

Quem está disposto a pagar mais caro pela noite precisa conhecer o Bottega del Vino. Além de uma ótima carta de vinhos, oferece ótima comida e petiscos. E o Bar D’Hotel pode ser um ótimo local para encerrar a noite em grande estilo. Localizado no Hotel Marina All Suites, é super-romântico, e a comida, excelente.

Praia do Leblon

A praia do Leblon é uma das mais famosas da Cidade Maravilhosa. Nela, o frequentador poderá desfrutar de ótimos bares, quiosques, hotéis e infraestrutura turística.

É uma praia tranquila e sossegada, assim como o bairro, frequentada por moradores que desejam fazer caminhada pela orla e se refrescar com a água do mar. Levando em conta essa tranquilidade, não será uma surpresa encontrar algumas celebridades pelo calçadão.

Veja algumas opções de apartamento no Leblon

A orla do Leblon é o local ideal para quem deseja aproveitar o sol, praticar esportes, tomar um banho de mar ou simplesmente sentar, relaxar e beber uma água de coco. Para quem tem filhos, levar as crianças para um passeio na praia do bairro é uma ótima pedida. Já os surfistas podem aproveitar as ondas da encosta do Morro Dois Irmãos.

Leblon

Ao entardecer, é indispensável caminhar pela praia e aproveitar a vista do Morro Dois Irmãos e do Pão de Açúcar. A praia conta com um mirante para os frequentadores apreciarem os cenários, dando a possibilidade de captar ótimas imagens.

Como chegar ao Leblon

Além do metrô, o Leblon, por sua proximidade com Copacabana e Ipanema, possui uma gama de opções de linhas de ônibus que passam por sua extensão.

  • De metrô

Há duas estações que atendem o bairro do Leblon, Antero de Quental e Jardim de Alah ― esta na divisa com Ipanema. As duas estações pertencem à Linha 4 do metrô e foram inauguradas em 2016.

A Linha 4 (amarela) do metrô faz a ligação da Barra da Tijuca a Ipanema, com caminho pelo Leblon. Para ir a alguns bairros da Zona Norte ou Centro, o ideal é realizar a integração por Ipanema, a partir da Linha 1 (General Osório, Nossa Senhora da Paz ou Jardim de Alah).

As linhas citadas possibilitam a integração entre bairros da Zona Norte e da Zona Oeste do Rio de Janeiro. Para chegar ao restante da Zona Oeste a partir do metrô, o visitante pode fazer uso do BRT. No caso da Zona Norte, pode-se usar os trens da SuperVia.

  • De ônibus

O Leblon é atendido por um número considerável de linhas de ônibus. São elas:

  • 415: Usina – Leblon;
  • 426: Usina – Jardim de Alah;
  • 439: Vila Isabel – Leblon;
  • 503: Alto Leblon – Gávea;
  • 539: Rocinha – Leme;
  • 557: Rio das Pedras – Copacabana;
  • 582: Leblon – Urca;
  • 584: Cosme Velho – Leblon;
  • 2018: Galeão – Alvorada;
  • 2115: Pechincha – Castelo;
  • 2333: Recreio – Castelo;
  • 2334 e 2338: Campo Grande – Castelo
  • 2335: Santa Cruz – Castelo;
  • Integradas 1 e 2: Rio Sul – Alvorada;
  • Integrada 6: Copacabana – Cidade de Deus;
  • Integrada 8: Rio Sul – Recreio;
  • Integrada 9: Rio Sul – Piabas;
  • Troncal 2 (102): Jardim de Alah – Rodoviária;
  • Troncal 3 (103): Central – Leblon;
  • Troncal 4 (104): São Conrado – Rodoviária;
  • Troncal 9 (109): São Conrado – Central;
  • Troncal 10 (110): Jardim de Alah – Praça da Cruz Vermelha.

Fatos e curiosidades sobre o Leblon

  • O bairro é frequentemente retratado em novelas da Rede Globo de autoria de Manoel Carlos, entre as quais: Em Família, Viver a Vida, Páginas da Vida, Mulheres Apaixonadas e Laços de Família.

  • Algumas músicas inspiradas ou com referência ao bairro são: Haiti e O quereres (Caetano Veloso), Óculos (Paralamas do Sucesso), Inverno (Adriana Calcanhoto), Andar, andar (Alceu Valença), Balanço zona sul (Wilson Simonal), Completamente blue (Cazuza).
  • O Leblon pode ser considerado um bairro, ao mesmo tempo, bairrista e cosmopolita, com seu alto custo de vida, bares agitados, restaurantes, boates e livrarias 24 horas.
EmCasa Imobiliária do Futuro