Copacabana: O bairro mais famoso do Brasil

Com certeza Copacabana é o bairro mais famoso do Brasil. Não há como falar do Rio de Janeiro, sem citar a bela praia de Copacabana e suas formosas paisagens. Referência do Brasil no exterior, o bairro habita o imaginário de quem sonha conhecer e também morar no Rio de Janeiro.

Carinhosamente apelidada de “Princesinha do mar”, seu belo visual é inspiração para milhares de músicas e poemas. Artistas como Dorival Caymmi, Rita Lee, Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Nelson Rodrigues e tantos outros já cantaram e escreveram sobre as belezas naturais do lugar.

“Um bom lugar para encontrar: Copacabana pra passear à beira-mar: Copacabana. Depois num bar à meia-luz: Copacabana. Eu esperei por essa noite uma semana. Um bom jantar depois de dançar: Copacabana. Um só lugar para se amar: Copacabana. A noite passa tão depressa, mas vou voltar se pra semana. Eu encontrar um novo amor: Copacabana”

Copacabana

Localizado na zona sul carioca, Copacabana é vizinho dos bairros de Ipanema, Leme, Botafogo, Lagoa e Humaitá.

Marcado por simbolismos, o mais reconhecido contorna toda a orla da praia. O calçadão mais famoso do mundo permite ao morador e ao turista desfrutar de um delicioso passeio pela Avenida Atlântica. Com desenhos simulando o balanço das ondas do mar, é um dos pontos turísticos mais conhecidos do Brasil.

Copacabana

Calçadão de Copacabana

O bairro ainda tem espaço para o mais célebre hotel do Brasil, o Copacabana Palace. E ainda é palco para a maior festa de ano novo do mundo!

Segundo informações do Censo 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o número de habitantes do bairro é, aproximadamente, 146.392 pessoas. Uma peculiaridade é o grande número de idosos que habitam o lugar. Copacabana é o bairro que mais concentra idosos no Brasil.

Embora o bairro seja considerado de classe-média, não é fácil descrever o perfil do morador de Copa. Isso acontece devido à grande diversidade cultural encontrada por lá.

História

O nome Copacabana carrega consigo alguns significados, entre eles “lugar luminoso”, “praia azul”, “mirante azul” e “vista do lago”.

Copacabana era um lugar habitado por humildes pescadores. Um de seus grandes propagadores, Dr. Figueiredo Magalhães, médico renomado e residente do bairro, recomendava o bairro para repouso de seus pacientes, o que fez aumentar o número de moradores, mas o grande desenvolvimento de Copacabana se deve a inauguração do Túnel Alaor Prata, atualmente, mais conhecido como Túnel Velho.

A criação do túnel integrou a praia ao resto da cidade, facilitando o acesso ao bairro.

Copacabana

Copacabana tinha um futuro promissor. Muitos homens e empreiteiras sabiam do potencial de crescimento e investiram em lançamento de lotes. Com o progresso desses lotes, o bairro desenvolveu o aspecto ordenado de suas ruas.

Copacabana

Outros dois responsáveis pelo crescimento populacional de Copacabana foram José Antônio Moreira Filho e José Luís Guimarães Caipora, os dois tiveram papel fundamental na urbanização do local, pois eram donos da maioria dos logradouros.

A Igreja Nossa Senhora de Copacabana e a ampliação das linhas de bonde até o Forte do Leme foram determinantes para a expansão do bairro. Em 1906, com a inauguração da Avenida Atlântica, orla do bairro, o surgimento de novas residências e ruas foi impulsionado.

O Forte de Copacabana

A construção do Forte de Copacabana remete à época da transferência da capital do país, de Salvador para o Rio de Janeiro. No século XVI, a Cidade Maravilhosa passou por um ”Sistema Defensivo da Cidade do Rio de Janeiro”, onde o objetivo era proteger a cidade de possíveis ataques marítimos, principalmente invasões pela Baía de Guanabara.

O lugar tem importante participação na história nacional. Em 1922, foi cenário do Levante dos 18 do Forte, também foi prisão para o presidente Washington Luís e em 1964 recebeu reuniões que culminaram com o golpe militar.

Copacabana

Situado ao final da Praia de Copacabana, o Forte, apesar de ter sido construído para fins militares, inspira paz. A vista exuberante permite aos visitantes observarem a praia de Copacabana e também o mar e praia do Arpoador e Ipanema.

Atualmente, o lugar é um polo cultural do Exército com uma vasta programação. Seus eventos compreendem exposições temporárias e fixas, eventos sociais e educacionais, passeios ciclísticos, apresentações de chorinho, performances de dança, sarau literário etc.

Confira a programação completa do Forte de Copacabana

Serviço:

Museu Histórico do Exército, Fortificação e Exposições:

  • De Terça a Domingo e feriados, das 10h às 18h00

Alameda, Cúpula dos Canhões, Cafés e Loja:

  • De Terça a Domingo e feriados, das 10h às 20h – Fechamento da bilheteria: 18h00

Todos os dias: entrada franca de 18h às 19h30 e entrada gratuita às terças-feiras o dia todo.

Calçadão de Copacabana

Cartão postal do Rio de Janeiro, o Calçadão de Copacabana é um dos símbolos mais conhecidos da cidade. Porém, sua atual forma é bem recente. Foi na década de 70 que o alargamento da Avenida Atlântica se fez necessário. A expansão aconteceu não somente por causa do aumento do tráfego, mas também devido obras de saneamento e para conter frequentes ressacas.

Copacabana

Calçadão de Copacabana

O Calçadão que tem cerca de 4,15 Km, percorre as praias do Leme e de Copacabana. O famoso desenho em forma de ondas, foi concebido em pedra portuguesa preta e branca e foi inspirado no Largo do Rossio, Lisboa. O mosaico pode ser apreciado tanto no nível do pedestre, quanto de cima, das janelas dos apartamentos.

O mais luxuoso hotel do Rio de Janeiro

O Belmond Copacabana Palace é o mais tradicional e luxuoso hotel do Rio de Janeiro. Situado em frente à Praia de Copacabana, o edifício já possui quase um século de existência.

Copacabana

Com alguns prêmios internacionais na história, o hotel é famoso por hospedar celebridades. Já passaram por lá, importantes personalidades, como:

  • Lady Di
  • Marlene Dietrich
  • Maurice Chevalier
  • Orson Welles
  • Ava Gardner
  • King George (pai da Rainha Elizabeth II)
  • Brigitte Bardot
  • Johny Weissmuller
  • Theodore Roosevelt
  • Bill Clinton,
  • Rolling Stones
  • The Police

Praia de Copacabana

A Praia de Copacabana é cartão postal não só do Rio de Janeiro, mas também representa o Brasil no mundo. Com 4km de extensão, a praia atrai milhares de turistas de todos os lugares.

A orla é toda contornada pelo lindo calçadão de pedras portuguesas. Nas proximidades é possível encontrar toda a infraestrutura de uma cidade grande. O entorno da praia é bem servido de bares e restaurantes hotéis e diversos outros estabelecimentos que atendem, tanto aos moradores, como também aos turistas.

“Esta é Copacabana, ampla laguna curva e horizonte, arco de amor vibrando suas flechas de luz contra o infinito. Aqui meus olhos desnudaram estrelas, aqui meus braços discursaram à lua. Desabrochavam feras dos meus passos, nas florestas de dor que percorriam. Copacabana, praia de memórias! Quantos êxtases, quantas madrugadas em teu colo marítimo!”

Copacabana

Praia de Copacabana

A Princesinha do mar é cenário para muitos eventos, além da tradicional festa de Réveillon, jogos de vôlei e futebol de areia, shows nacionais e internacionais e diversos outros eventos.

Comércio

O bairro consegue mesclar muito bem o seu perfil residencial, com um vasto comércio local. Com muitos restaurantes, bares, hotéis, bancos, igrejas, colégios, lojas, teatros etc, o comércio é bastante variado e oferece desde lojas mais conceituadas até as mais populares, passando também, ao comércio de rua.

Copacabana

Santa Clara 33

Quando o assunto é comércio popular, o destaque é para o prédio Santa Clara 33. O edifício é um conglomerado de mais de 200 lojas. O shopping vertical reúne opções para todas as idades e gostos. O grande diferencial é o preço.

Embora as lojas do lugar não tenham grifes reconhecidas pelos entendidos de moda, o Santa Clara 33 já serviu de berço para marcas como Blue Man, Yes Brasil e Zimpy.

Reveillón em Copacabana

Passar a virada de ano em Copacabana é uma experiência inesquecível. O tradicional Reveillón que acontece na Princesinha do Mar, é o mais famoso do mundo! Todo ano, o evento reúne cerca de 2 milhões de pessoas que ocupam toda a extensão da orla para acompanhar a exuberante queima de fogos.

Além da tradicional queima de fogos, a festa também conta com shows de diversos artistas.

Esta tradição tem sua origem ainda na década de 70. Com proporções bem menores que a atual, praticantes do candomblé, se vestiam de branco e se reuniam na praia para saudar Iemanjá e levar suas oferendas ao mar.

Copacabana

Ano novo

O uso de roupas brancas e as flores jogadas ao mar foram incorporadas às tradições do ano novo e são realizadas até hoje. Já os fogos de artifício apareceram na década de 80. Os antigos donos do hotel Meridien, foram os primeiros responsáveis pelo espetáculo. O hotel contava com 39 andares e os fogos saiam do seu topo e desciam em forma de cascata.

Os outros hotéis aderiram a ideia rapidamente, atraindo moradores e também turistas para apreciar. Com a popularização da festa, a prefeitura começou a se preocupar com a segurança de quem ia assistir ao espetáculo, assim, em 1993, programou shows nas areias de Copacabana, com o objetivo de evitar que o público saísse ao mesmo tempo, causando tumulto nas ruas e transporte. A estratégia deu certo e já no ano seguinte, a prefeitura oficializou o evento.

Principais vias

  • Siqueira Campos
  • Nossa Senhora de Copacabana
  • Avenida Atlântica
  • Santa Clara

Transportes

O transporte foi um dos responsáveis pela evolução do bairro. A abertura do túnel velho e a implantação de novas linhas de bonde facilitaram o acesso e urbanização da região.

Atualmente, o bairro é bem servido de transporte público. Copacabana tem grande variedade de linhas de ônibus e três estações de metrô:

  • Cardeal Arco Verde
  • Siqueira Campos
  • Cantagalo

Palavras do morador:

Copacabana é o bairro que nunca dorme”

Monica Yamachita tem 28 anos, trabalha como youtuber e reside em Copacabana: “Moro mesmo há dois anos, mas já frequento constantemente o bairro há oito”, explica.

Antes de mudar para a zona sul carioca, ela morava em Ramos: “Acho que a grande diferença é que eu me sinto mais segura. Posso ir ao shopping e voltar andando às 23h. Acho que isso está muito ligado com o fato de que Copacabana é o bairro que nunca dorme, muito movimento em todos os momentos do dia, sempre tem algum lugar aberto e tem tudo perto também”.

Copacabana

Avenida Atlântica

Outra percepção da carioca é o grande número de turistas: “Aqui a gente convive com gringos o tempo todo. É praticamente um bairro bilíngue.  A gente vai à padaria e tem gente falando em inglês, com câmera no pescoço, é bem engraçado”, se diverte.

Quando perguntado sobre o que mais gosta de fazer em seu tempo livre, Monica não hesitou em responder: “Com certeza a praia. Acho que todo mundo que mora por aqui vai responder a mesma coisa. Adoro descer, dar um mergulho no mar e apreciar a vista”, conta.“Também ando de bicicleta ou patins aqui na orla. É uma delícia”, completa.

Leia sobre os bairros mais seguros para morar no Rio de Janeiro

Curiosidades

  • Ari Barroso, Dorival Caymmi e Carlos Drumond de Andrade são alguns dos moradores famosos do bairro e que foram homenageados com estátuas em tamanho real.
  • O Calçadão de Copacabana foi inspirado em uma calçada em Lisboa.
  • O Calçadão central da Avenida Atlântica também é patrimônio cultural e cenário para a tradicional Feira Artesanal de Copacabana