Checklist: 6 passos para acertar no planejamento de reforma do seu imóvel – e evitar problemas

reforma de imóveis
EmCasa Imobiliária do Futuro

Começar uma vida nova em uma casa antiga ou continuar no mesmo lugar, mas mudar a cara da casa que você já vive. Organizar a reforma de imóveis pode ser algo recompensador.

No entanto, o planejamento é fundamental. Isso fará com que todo o processo seja executado de forma mais suave e o ajude a orçamentar o custo da reforma do imóvel com mais precisão.

Para que você não deixe passar nenhum detalhe importante, neste artigo, criamos um checklist com tudo o que você precisa para organizar uma reforma na sua casa (ou apartamento).

Reforma de imóveis: como planejar em 6 etapas

1. Encontre bons profissionais de reformas

Não tem como fugir, o primeiro passo do checklist de como planejar uma reforma é saber escolher bons profissionais que assumirão a sua “obra”.

Use recomendações de familiares e amigos para encontrar um arquiteto, construtor e, se necessário, um gerente de projeto.

Você precisa se sentir confortável e confiante nas habilidades de todos os que trabalham na reforma do apartamento ou da casa.

Se você está iniciando um projeto de reforma de imóvel, vale a pena levar um especialista, como um construtor ou arquiteto, para projetar custos e criar alternativas de melhorias, de acordo com o que você deseja.

Mesmo que a reforma seja simples, ou apenas em espaços específicos da casa, como mudanças na cozinha ou uma pintura na sala, é importante ter ao seu lado, profissionais experientes, que sabem o que estão fazendo.

No quesito reforma, pode ter certeza que “o barato pode sair caro” se você não fizer boas escolhas de profissionais.

2. Avalie a condição atual do imóvel

Se você já mora na casa há algum tempo, provavelmente conhece deficiências estruturais, como uma infiltração, rachadura, ou problemas na parte elétrica e hidráulica.

Caso você tenha comprado um imóvel novo já com a intenção de reformá-lo, é muito importante que solicite aos profissionais contratados uma análise das necessidades básicas do local.

Imagine fazer uma reforma completa na cozinha e depois descobrir que havia um problema hidráulico.

É claro que é interessante que esses problemas sejam revelados antes da compra do imóvel, mas em muitos casos isso não acontece. Eis aí uma razão para realizar a compra e venda de imóveis com imobiliárias sérias e comprometidas. Um bom corretor de imóveis irá auxiliar nas avaliações antes da sua compra.

Se você ainda não comprou o imóvel que deseja reformar, sugerimos que acesse o artigo; “O que se deve saber antes de comprar um imóvel”.

Mas voltando à reforma de seu imóvel, a primeira etapa de qualquer projeto de renovação é obter uma avaliação detalhada das condições atuais da propriedade. É muito importante saber quais são os problemas que você enfrenta.

Qualquer casa ou apartamento, deixado vazio por mais de alguns meses, pode começar a apresentar pequenos – mas relevantes – problemas.

3. Faça uma previsão de gastos com a reforma

Uma maneira de como reformar a casa sem perder o controle dos gastos é realizar uma projeção antes de iniciar os trabalhos.

Já falamos sobre essa previsão no primeiro tópico, mas é tão importante que achamos justo reforçar.

Criar um teto de gastos é fundamental para não extrapolar na hora de escolher pisos, texturas, objetos de decoração, detalhes no acabamento, entre outros.

Você pode inclusive fazer uma previsão de gastos para cada cômodo, assim tem ainda mais controle na hora de comprar os acabamentos e de realizar as alterações que deseja.

Se você ainda não comprou a casa, antes de assumir a propriedade, leve um arquiteto ou engenheiro para visitar o imóvel e fazer uma previsão de gastos para a reforma.

É aconselhável, no entanto, ter uma margem de gastos de 10% a 20% a mais para permitir despesas inesperadas que possam surgir quando da reforma de imóveis começar.

Dica extra: Em alguns casos, você consegue um excelente imóvel, com preço mais baixo, pois, está antigo ou precisa de ajustes e reformas.

Colocar isso na ponta do lápis vai te ajudar a realizar ótimos negócios e é uma ótima dica para comprar um imóvel perfeito para você.

Não esqueça: caso você queria mudar totalmente de ares, também precisará criar um orçamento separado para decorar e mobiliar a casa.

4. Defina um cronograma

Seja claro sobre as etapas necessárias para a reforma do imóvel antes de começar e priorize trabalhos estruturais, como reformas na parte elétrica ou hidráulica.

Você pode descobrir que as mudanças em uma sala afetam aquelas que serão realizadas em outro cômodo (especialmente onde o encanamento e a fiação estão envolvidos), então tenha uma visão clara para toda a casa e prepare um cronograma de trabalhos listando a ordem das ações – por exemplo, a fiação é concluída antes que as paredes sejam pintadas ou reformadas.

Faça isso em conjunto com os profissionais contratados, afinal eles entendem mais que você sobre como organizar uma reforma.

Insira o prazo para cada etapa ser concluída, caso contrário você terá uma obra que não tem fim.

É claro que alguns imprevistos podem acontecer, e exatamente por isso, é importante que você faça um acompanhamento semanal do cronograma, junto aos responsáveis pela reforma. Assim você será capaz de resolver possíveis problemas rapidamente, antes que eles atrasem sua obra em meses.

5. Crie um projeto oficial da reforma

O arquiteto é o profissional para essa missão. Ele irá desenhar como os ambientes ficarão.

Definirá, junto com você, se uma parede será derrubada ou construída do meio da sala de visitas. Se você precisa de uma claraboia para aproveitar melhor a luz e a ventilação natural, se será usado tijolo ou vidro para uma das paredes da sala de jantar e se uma mega janela cairá bem no quarto principal.

É claro que as decisões serão tomadas de acordo com seus desejos, por isso pesquise muitas referências para trazer ideias novas e modernas para a construção do conceito da casa.

Pergunte a si mesmo o que você espera alcançar e, em seguida, consulte um profissional para analisar todas as possibilidades.

Vale a pena dedicar seu tempo para aperfeiçoar o design da casa e garantir que a propriedade finalizada atenda às suas necessidades e desejos.

6. Prepare-se para acabamento com a decoração, pisos e telhas

Nas 5 primeiras etapas você e sua equipe tiveram um trabalho pesado e duro. Agora as instalações são mais leves e o acabamento mais delicado.

É preciso ter cuidado para não danificar os acabamentos e instalar itens nivelados e alinhados.

Escadarias, rodapés e armários podem ser colocados, acabamentos de piso e telhas podem ser aplicados. O trabalho de decoração pode começar.

Os esquemas de cores que você escolhe depende se esta é uma casa para a vida toda ou um projeto que você planeja vender em poucos anos. Se for a segunda opção é melhor manter um design clássico e de qualidade – menos é definitivamente mais.

Pense na longevidade ao escolher um design. Se for uma casa que você pretende viver por muitos anos, pode ir ajustando os detalhes da decoração com o tempo para reservar algum dinheiro nesse momento que já realizou muitos gastos.

E aí, gostou das nossas dicas de reforma de imóveis? Esperamos te ajudar a tornar sua obra mais tranquila e com o resultado que você sempre sonhou.

Ainda no embalo das dicas de para reformas, separamos um artigo especial para você; “Decorações Criativas para Apartamentos Pequenos”.

Se você ainda está a procura do imóvel dos seus sonhos, seja para investir ou morar, te convidamos a conhecer a EmCasa. Nossa equipe cuida de toda a parte burocrática, como contratos e documentação, bem como dá suporte para o financiamento do seu imóvel e retirada de FGTS.

Com nosso sistema exclusivo você tem acesso a um tour 3D e poderá visitar dezenas de imóveis sem sair de casa. Economize tempo e encontre o imóvel perfeito.

EmCasa Imobiliária do Futuro